Antes de beber o vinho, se liga na rolha

Rolha de cortiça

As tampas de metal e as rolhas sintéticas, tipo silicone, estão cada vez mais presentes nos cocorutos das garrafas de vinhos – mas somente daqueles de custo menor. Não dá para negar: a primeira impressão sobre a qualidade do vinho vem no momento em que usamos o saca-rolhas. Uma boa rolha de cortiça indica de imediato que as chances de o vinho agradar são altas.

A grande maioria dos consumidores dos principais mercados consumidores de vinho associa a rolha de cortiça ao bom vinho. Pesquisas feitas nos Estados Unidos, França, Itália, China e Espanha que, na média, 86% dos entrevistados preferem a velha e boa rolha. No Brasil, a agência Conecta, em parceria com o Ibope, mostrou que 80% dos consumidores estariam dispostos a pagar mais por uma garrafa vedada com rolha de cortiça.

Desde o Império Romano, a cortiça é utilizada para cobrir e conservar alimentos, em especial, o vinho. Produto natural, feito a partir da casca do sobreiro, um tipo de carvalho abundante nos países ibéricos, a rolha de cortiça é o principal artefato usado para selar as garrafas de vinho. E, para sua obtenção, não é preciso cortar a árvore: basta apenas extrair a casca e esperar que ela cresça novamente, um processo que dura, em média, nove anos.

Rolha de cortiça 2

Portugal é líder mundial na produção de cortiça, responsável por 65% da cortiça comercializada no mundo, exportando para mais de 100 países, cujo valor corresponde a 2% das transações comerciais internacionais portuguesas. Qualitativamente, também Portugal é líder na produção de rolhas, sendo a preferida das principais vinícolas do mundo.

A Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR) foi criada em 1956 para representar e promover a indústria do país, estabelecida em Santa Maria de Lamas, conselho de Santa Maria da Feira, no coração da indústria da cortiça. A APCOR possui mais de 270 associados, que representam 80% da produção nacional e 85% das exportações de cortiça e que cobrem todos os subsetores da indústria – preparação, transformação e comercialização.

Anúncios

Um comentário sobre “Antes de beber o vinho, se liga na rolha

Os comentários estão desativados.