Vai à Festa do Espumante? Tem novidade histórica da Peterlongo

 

Museu do Vinho - Peterlongo 3

A tradicional Festa Nacional do Espumante, no comecinho de outubro, celebra aquele que hoje é a melhor referência do vinho brasileiro. Junto a ela, o bem desenvolvido enoturismo na Serra Gaúcha ganha uma nova atração: um memorial com objetos raros da Peterlongo e da comunidade local. Vale lembrar que a vinícola elaborou o primeiro espumante no país em 1913 e mantém de pé seu patrimônio arquitetônico original, nos moldes de um castelo, com túnel e cave subterrânea em pedras basálticas.

“Escolhemos o mês da Fenachamp, a Festa Nacional do Espumante, para lançar o novo tour enoturístico da Peterlongo. A partir do dia 4 de outubro, nossos visitantes vão mergulhar no mundo do vinho, especialmente do espumante, num passeio revitalizado, que expõe o acervo da Peterlongo e peças doadas ou cedidas por pessoas da comunidade regional”, indica Luiz Carlos Sella, sócio-diretor da Vinícola Peterlongo.

A visita terá início em uma sala de 600 metros quadrados. Nela, dividirão espaço pipas de madeira de 10 mil litros e objetos de vinificação utilizados pela vinícola no início de suas atividades, além de garrafas e rótulos antigos. Painéis exibirão imagens e informações relevantes na construção da história da Peterlongo e do vinho brasileiro. Um Ford 29, de propriedade do ex-presidente da Fenachamp, Pedro Carrer, é uma das peças confirmadas para habitar o museu e que já está nas dependências da vinícola.

Ao final do museu, uma escada conduzirá o visitante ao espaço de tanques de aço inox, seguindo para a sala de guarda onde os vinhos amadurecem em barricas de carvalho. Avançando, o turista acompanha o processo de guarda em uma cave onde o vinho já engarrafado repousa antes de chegar à mesa do consumidor. Ainda tem a passagem pela primeira cave subterrânea do Brasil, que reserva mistérios e a nostalgia de uma época de pioneirismo na elaboração do espumante. Ao fundo, um túnel histórico, que segue a direção do vento Minuano, criando naturalmente um ambiente com umidade, luz e temperatura corretas para a elaboração do produto.

Informações pelo sac@peterlongo.com.br

Para alegrar o verão

Ainda em dúvida sobre boas borbulhas para as festas e o verão? E com preço atrativo? Uma opção tranquila é o Cavas Hill que, como o nome aponta, é um cava (espumante) espanhol, da Catalunha. São feitos com uvas de nomes curiosos para nós: Xarel-lo, Macabeo e Perellada, e o método de elaboração é o mais sofisticado, o champenoise, pelo qual a segunda fermentação responsável pelo surgimento do gás carbônico provocador das borbulhas acontece lentamente na própria garrafa.

O Cavas Hill 1887 Brut tem a acidez agradável que se espera dessa bebida ligada às comemorações, à piscina e à praia, mas com uma estrutura de gosto bem definida, gostosa e alegre lembrando frutas maduras. Vai bem como aperitivo e frutos do mar. Custa em média R$74.

E o Cavas Hill Vintage Brut Reserva, também com as três uvas citadas, tem aquele aroma atrativo de pão recém saído do forno, além de frutas secas que se refletem no paladar. Isso se deve sobretudo aos 15 meses da segunda fermentação nas caves subterrâneas da vinícola, uma das mais tradicionais da região catalã de Penedès. Peixes grelhados e no forno, além de aves, apreciam sua companhia. Seu preço médio é de R$128.

São importados pela Cantu: (11) 2144-4464 http://www.cantuimportadora.com.br